Entrevista com José Frazão

Notícias - Entrevistas @ 7-2-2005

Em entrevista ao Director Geral da Exposalão, o Tudo Sobre Rodas soube dos projectos da feira, que passam pela abordagem ao mercado espanhol e pela construção de um novo centro de exposições.

Para além desta novidade, José Frazão deu-nos conta da sua satisfação com o êxito da ExpoMoto este ano, em que o certame recebeu cerca de 100.000 visitantes, dos quais alguns espanhóis.

TSR: Até hoje, na ExpoMoto, esteve sempre presente algum mercado paralelo ao mercado das motos. Este ano a ExpoMoto apresenta uma feira exclusivamente dedicada ao mercado do motocilismo. Fale-nos sobre esta evolução.
J.F.: O ano passado tivemos ainda as motos misturadas com as bicicletas porque era uma feira que já vinha de há alguns anos. Este ano a característica da feira é diferente. É uma feira virada essencialmente para as motos. Com isto ganhámos 44 marcas de motas, engrandecemos a feira ao nível do visitante. O público motociclista quer ver o maior número de marcas e de motos expostas e também uma boa apresentação dos stands. Não há espaço para tudo, como pode observar o pavilhão que o ano passado recebeu as bicicletas este ano está cheio.
O importador que traz aqui os seus produtos não está apenas interessado no mercado português, mas começa já a preocupar-se com o mercado Ibérico. Com base nesta intenção por parte dos importadores, fomos alertados no sentido de abordar o mercado espanhol, o que fizemos. Contactámos a imprensa espanhola, os motoclubes, as associações e outras entidades ligadas ao mundo das motos. Isto proporcionou que, este ano, pudéssemos ouvir falar espanhol aqui na feira. Isto é agradável, até porque eles não têm uma feira com a dimensão da nossa e esta feira cria motivações para os espanhóis virem a Portugal, não apenas para ver a feira, mas posteriormente criando algum desenvolvimento turístico. Este ano trouxemos mil ou dois mil espanhóis, mas possivelmente para o ano traremos quatro ou cinco mil.
A opinião da imprensa espanhola é muito favorável. Alguns visitantes espanhóis que falaram comigo partilham dessa opinião, portanto tudo indica que para o ano se vá realizar novamente uma grande feira.
TSR: A aposta da organização vai no sentido de tornar a ExpoMoto numa feira Ibérica e posteriormente europeia?
J.F.:A ExpoMoto pode tornar-se numa feira Ibérica. Isto é também um desejo que tenho enquanto organizador. Por outro lado também penso que temos condições ideais para que os espanhóis e o mercado espanhol venham mais vezes a Portugal. Já demos o primeiro passo e vamos continuar a trabalhar nesse sentido. Quem sabe um dia teremos parcerias com o mercado espanhol, com também já estamos a fazer com outras feiras.
TSR: Em termos de volume de visitas com é que correram estas duas últimas edições, em comparação?
J.F.: Este ano, tivemos os visitantes a despender de mais tempo para ver as motos, face o ano passado. O ano passado o visitante permanecia no recinto da ExpoSalão por um período médio de 1h15’ e este ano verificou-se um aumento deste período para perto das duas horas.
Em termos de número de visitantes, até agora tem sido mais ou menos igual ao ano passado. Mais de cem mil visitantes, o que é um número muito bom.
Mobilizar um número tão grande de visitantes revela que a exposição está no local certo em termos de localização. Estamos numa zona acessível de todos os pontos do país e nomeadamente do Porto e de Lisboa, que são as cidades modelo em termos de volume de negócio de compra de motos.
TSR: O que há para melhorar para a próxima edição?
J.F.: A ExpoMoto é uma feira muito grande, não digo que já na próxima edição, mas talvez dentro de dois ou três anos possamos mudar de instalações. Estamos a pensar em construir um salão melhor, maior, mais moderno, com mais espaço para estacionamento, enfim, tudo mais, tudo melhor.
Esta ideia já foi lançada o ano passado, estivemos a cozinhá-la durante todo o ano. Vamos tentar que as novas instalações estejam próximas do traçado do TGV, que terá paragem aqui em Leiria. Vamos permanecer em Leiria, que julgo ter a localização ideal para receber uma feira com dimensão internacional.

TSR - Sofia Monteiro @ 7-2-2005 00:00:00


Mais